Google+ 27º BPM/I: 03/01/2017 - 04/01/2017

sábado, 25 de março de 2017

CANIL

Busca de pessoas desaparecidas em locais de difícil acesso para o homem, descoberta de criminosos escondidos em matas fechadas, controle de presos rebelados em penitenciárias, encontro de bombas, policiamento lado a lado com o policial em operações. Essas são algumas das atividades do cão policial.

O Canil Central da Polícia Militar do Estado de São Paulo foi inaugurado em setembro de 1950, com dois cães de origem argentina. Em 1953, ganhou foi manchete na segunda edição do jornal Diário da Noite, após um cão policial ter encontrado uma criança sequestrada: “Cães amestrados policiam São Paulo”. A cada ano o canil se aperfeiçoa e hoje é uma das principais forças no policiamento do Estado.
No quadro da Polícia Militar, o canil é a 3ª Companhia do 4º Batalhão de Choque (BPCh), que atende o Estado todo e centraliza as unidades de elite da PM paulista, como o  Comando de Operações Especiais (COE) e o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate).  O Canil é designado para apoiar operações especiais na Capital, como a Operação Saturação por Tropas Especiais (Oste), e para auxiliar a Polícia Federal e outros órgãos de segurança em operações específicas de combate ao tráfico e uso de entorpecentes.

“A importância do Canil simboliza a importância da Polícia Militar para a sociedade. O cão auxilia no combate à criminalidade, com a força física e o faro apurado. É a ferramenta que a PM dispõe ao seu policial para proteger a sociedade”, afirma o capitão Paulo Macedo, comandante do Canil Central da PM.


sexta-feira, 24 de março de 2017

DIA INTERNACIONAL DA SÍNDROME DE DOWN - 21 DE MARÇO

     O dia 21 de março foi o dia Internacional da Síndrome de Down, e a Bailarina Clássica Aline Favaro, que na fotografia abaixo faz uma homenagem à Polícia Militar, merece todo nosso respeito e também é homenageada pela PM.






     Aline Favaro Tomaz da Silva, filha da doiscorreguense Eleide B. Favaro Tomaz da Silva, e prima do Comandante do 27º BPM/I, Tenente Coronel Jefferson Bastos, é conhecida por ser a primeira bailarina clássica com síndrome de Down a dançar com sapatilhas de ponta.

       Desde os oito anos de idade, quando começou a estudar ballet, Aline já realizou mais de 400 apresentações só no Estado de São Paulo.

       Aline fez apresentações em outros Estados, esteve presente na abertura dos jogos Parapan-Americanos, no Rio de Janeiro, e apresentou-se no Congresso Mundial sobre a Síndrome de Down em Madri, na Espanha.

        Em nossa região a bailarina já fez apresentações em Bauru, Jaú, Barra Bonita, Dois Córregos e Brotas.

       Há reportagens sobre sua história de sucesso em todos grandes jornais do Estado de São Paulo, tendo participado de vários programas de entrevista nas grandes redes de TV do país.

       O livro “A Eficiência na Deficiência”, escrito por seu pai (http://www.saraiva.com.br/a-eficiencia-na-deficiencia-6266304.html), foi traduzido para o inglês, alemão, francês, espanhol e italiano, com distribuição por toda Europa.

        É autora do livro infantil “A Bailarina Especial”.

quarta-feira, 22 de março de 2017

INAUGURAÇÃO DA FOTO DO CORONEL MARCELO SANCHES NA GALERIA DOS ETERNOS COMANDANTES DO 27º BPM/I




     Ocorreu no dia 21 de março de 2017, a solenidade de inauguração da foto do Coronel PM Marcelo Sanches na "Galeria dos Eternos Comandantes" do 27º BPM/I.
      A solenidade contou com a presença do Comandante do Batalhão, o Tenente Coronel Jefferson Bastos, comandantes de outras unidades da nossa Região, bem como o Comandante do Comando de Policiamento do Interior 4, o Coronel PM Airton Iosimo Martinez.
      Várias autoridades abrilhantaram a solenidade, entre elas a Excelentíssima Juiza de Direito da cidade de Jaú, Carina Lucheta Carara, o Presidente da Câmara Municipal de Jaú, Lucas Flores, o vereador Toninho Masson, o Chefe de Gabinete da Prefeitura de Jaú, Wilson Turini e o Delegado de Polícia Euclides Salviato Júnior.






Coronel PM MARCELO SANCHES, comandante do 27º BPM/I de 10jun15 à 17abr16.






     O Coronel Marcelo Sanches será lembrado como exemplo a ser seguido de profissional zeloso, incentivador das atividades operacionais e que trabalhava no foco das necessidades demonstradas pelos índices de produtividade e criminal. Foi um grande incentivador da capacitação física do Policial Militar.



Galeria de Comandantes do 27º Batalhão de Policia Militar do Interior 














Inicio da Solenidade 








Inauguração Oficial da fotografia do Cel PM Marcelo Sanches






Cel PM Airton Iósimo Martinez, Cel PM Marcelo e Esposa, Ten Cel Jefferson Bastos  

















Cel PM Américo Martins e Exma Juiza de Direito Carina Lucheta Carrara 















Adicionar legenda










PARABÉNS AO HOMENAGEADO. OFICIAIS E PRAÇAS DO 27º BATALHÃO DE POLICIA MILITAR DO INTERIOR SE CONGRATULAM COM A PRESENÇA DE TODOS, NESSE EVENTO DE TAMANHA IMPORTÂNCIA, POIS A POLICIA MILITAR VALORIZA NÃO SÓ A SOCIEDADE COMO SEU PUBLICO INTERNO.





sexta-feira, 17 de março de 2017

PATRULHAMENTO COMUNITÁRIO EM POTUNDUVA DA RESULTADO, APROXIMANDO POLICIA E COMUNIDADE

EQUIPE DE SERVIÇO PELO DISTRITO DE POTUNDUVA - JAÚ, EM PATRULHAMENTO, PELA ÁREA, PERCEBE QUE VARIAS CRIANÇAS ESTAVAM BRINCANDO DE FUTEBOL COM UMA GARRAFA PET VAZIA, QUESTIONADAS, AS CRIANÇAS DISSERAM QUE O SONHO DELES ERAM TER UMA BOLA DE VERDADE PARA BRINCAR.


DE IMEDIATO A GUARNIÇÃO COMPROU UMA BOLA E PRESENTEOU AS CRIANÇAS COM UM PRESENTE QUE EMOCIONOU A TODOS.


POLICIAIS MILITARES REALIZAM O SONHO DAQUELE GRUPO DE CRIANÇAS CARENTE, TRAZENDO NÃO SÓ A CRIANÇA PARA PERTO DO POLICIAL, COMO TODA SUA FAMÍLIA E VIZINHOS QUE PRESENCIARAM ESSE ATO DE AMOR AO PRÓXIMO.






PARABÉNS AOS POLICIAIS MILITARES DE SERVIÇO - EXEMPLO A SER SEGUIDO POR TODOS !!!


SOLDADO PM CAVALCANTI E SOLDADO PM CARVALHO
                        





PATRULHA COMUNITÁRIA - PMESP

POLICIAMENTO COMUNITÁRIO

Bases Comunitárias de Segurança (BCS), Postos Policiais Militares (PPM) , Viaturas (Vtr) e Bases Comunitária Móveis (BCM) cujo fundamento demanda que o efetivo policial disponha de tempo suficiente para conquistar a confiança e desenvolver parceria com a comunidade e conseqüentemente a diminuição da criminalidade atuando sempre nas redondezas, efetuando patrulhamento comunitário e interagindo com a população local, dando orientações, coletando informações devendo conhecer as características da comunidade em que atua, estreitando vínculos com os cidadãos, bem como as lideranças comunitárias locais de forma contínua e permanente visando primar pela excelência na prestação de serviços policiais exigindo do PM postura receptiva, onde as críticas e sugestões apresentada pela sociedade devem ser encaminhadas à escalões superiores.




quarta-feira, 15 de março de 2017

APRESENTAÇÃO DE NOVOS POLICIAIS DO 27º BPM/I

       COM O ACIONAMENTO DA RELAÇÃO DE PRIORIDADE DE TRANSFERÊNCIA POR CONVENIÊNCIA PRÓPRIA, FORAM TRANSFERIDO AO 27º BATALHÃO DE POLICIA DO INTERIOR, 22 POLICIAIS, DOS QUAIS 20 JA SE APRESENTARAM, SENDO QUE VÃO SOMAR COM O EFETIVO EXISTENTE, PARA UMA RÁPIDA RESPOSTA À SOCIEDADE E UMA MAIOR SENSAÇÃO DE SEGURANÇA PUBLICA A POPULAÇÃO DE JAU E REGIÃO.
        OS POLICIAIS FORAM SUBDIVIDIDOS E VÃO ATUAR EM TODAS AS CIDADES PERTENCENTE AO COMANDO DE POLICIAMENTO DO 27º BPM/I.


SD PM FABIO DOS SANTOS DE CARVALHO
TRANSFERIDO DO 16º BPM/M - MORUMBI (SÃO PAULO)

___________________________________________________
SD PM ROSELENE OLIVEIRA DE LIMA
TRANSFERIDA DO 48º BPM/I - SUMARÉ - SÃO PAULO

___________________________________________________
SD PM FLAVIO PINHEIRO MACIEL PEPECE
TRANSFERIDO DO 16º BPM/M - MORUMBI - SP

___________________________________________________
SD PM SEBASTIÃO AMARANTE DE OLIVEIRA FILHO
TRANSFERIDO 16º BPM/M - MORUMBI - SP

___________________________________________________
Cb PM WELINGTON ROBERTO DA SILVA
TRANSFERIDO DO CPI/4

___________________________________________________________________________________

Cb PM WALTER OLIVEIRA E SOUZA
TRANSFERIDO DO 6º BPM/M - SÃO PAULO


___________________________________________________________________________________

SD PM IVAN MICHEL LUIZ DE ALMEIDA
TRANSFERIDO DO CPI/4


___________________________________________________
Sd PM DAIANE MARA VIOTO

TRANSFERIDO DO 10º BPM/I - PIRACICABA



___________________________________________________

SD PM SUSAN AUDREI SERVILHA
TRANSFERIDO DO 13º BPM/I - ARARAQUARA


___________________________________________________

SD PM RODRIGO FERREIRA AMORIN
TRANSFERIDO DO 26º BPM/M - FRANCO DA ROCHA


___________________________________________________

Sd PM ALEX BATISTA DA SILVA CUNHA
TRANSFERIDO DO 37º BPM/M - SÃO PAULO

_______________________________________________________________________________________

SD PM ELCIO DE OLIVEIRA MARQUES
TRANSFERIDO DO 13º BPM/M - SÃO PAULO


___________________________________________________

SD PM MURILO BOTTURA LEONEL
TRANSFERIDO DO 11º BPM/M - SÃO PAULO


___________________________________________________

SD PM RAFAEL GERIN SCAVASSA
TRANSFERIDO DO 23º BPM/M - SÃO PAULO


___________________________________________________
SD PM AUDRIN DE ALMEIDA CAMARGO
TRANSFERIDO DO 11º BPM/M - SÃO PAULO


___________________________________________________
SD PM THIAGO OLIVIERI
TRANSFERIDO DO 19º BPM/I - AMERICANA


___________________________________________________

SD PM WILSON MARQUES JUNIOR
TRANSFERIDO DO 12º BPM/I - BOTUCATU


___________________________________________________

SD PM JULIO CESAR ALVA BALESTRINI
TRANSFERIDO DO 12º BPM/I - BOTUCATU


___________________________________________________

SD PM REINALDO MANUEL DOS SANTOS
TRANSFERIDO DO 49º BPM/M - SÃO PAULO


___________________________________________________

SD PM FELIPE CAPELLO FERREIRA DA SILVA

TRANSFERIDO DO 3º BPM/M - SÃO PAULO


___________________________________________________



terça-feira, 14 de março de 2017

PASSEIO CICLÍSTICO DO 27º BPM/I - JAÚ

CONVIDAMOS A TODA POPULAÇÃO DE JAÚ E REGIÃO A PARTICIPAR DO 6º PASSEIO CICLÍSTICO DO 27º BATALHÃO DE POLICIA MILITAR DO INTERIOR, EM COMEMORAÇÃO AO SEU ANIVERSÁRIO

31 ANOS DO NOSSO BATALHÃO, TRABALHANDO EM PROL A SOCIEDADE !!!



OS 300 PRIMEIROS INSCRITOS RECEBERÃO 01 CAMISETA PERSONALIZADA.
INSCRIÇÕES A PARTIR DE 20 DE MARÇO DE 2017

VALOR DA INSCRIÇÃO: 01 KG DE ALIMENTO NÃO PERECÍVEL (EXCETO SAL) E 01 LT DE LEITE - (LONGA VIDA)

HAVERÁ SORTEIO DE BICICLETAS E BRINDES NO DIA DO EVENTO

PARTICIPE, A FAMÍLIA TODA ESTA CONVIDADA

VENHA COMEMORAR NOSSO ANIVERSÁRIO

6º PASSEIO CICLÍSTICO - 27º BPM/I

PARA MAIORES INFORMAÇÕES (14) 3622 2342 - RAMAL 2052

sexta-feira, 10 de março de 2017

PRODUTIVIDADE DO MÊS DE FEVEREIRO DE 2017

     O 27º BPM/I, responsável pelo policiamento ostensivo e preventivo na região de Jaú, divulga sua produtividade no mês de fevereiro de 2017.
    Foram realizadas 5642 buscas pessoais e 3414 vistorias em veículos com:


COMANDO E OPERAÇÕES ESPECIAIS - COE - " VOCÊ PODE CONFIAR !!! "

Comandos e Operações Especiais - COE, unidade altamente especializada que é a 1a Cia do 4º Batalhão de Choque. 4o BPChq remonta do início dos anos 1950 e que na década de 1970 devido a onda de terrorismo praticada em São Paulo, foi criado o "POE - Pelotão de Operações Especiais" da Polícia Militar. Deste mesmo embrião, originou-se a então denominada "Companhia de Operações Especiais - COE" em março de 1971, operando como uma subunidade do 1oBPChq.




A tropa de "boinas-verdes" ou "tigres" como são conhecidos os militares do COE, foi formada inicialmente por policiais ex-integrantes da então Brigada Aero-Terrestre do Exército Brasileiro ou que possuíssem o curso de paraquedismo. Estes homens participaram de alguns incidentes que ficaram marcados na história da cidade, como os incêndios dos edifícios Andraus e Joelma. O então Sargento do COE, Cassaniga foi o primeiro a pisar no topo do Joelma em chamas saltando de um helicóptero a uma altura absolutamente temerária, pois o helicóptero não podia se aproximar devido as labaredas.



 photo DSC00086_zps5828c340.jpg
Abaixo vemos uma antiga insígnia de Paraquedismo da Força Pública do Estado de São Paulo - curso criado em 1953, um dos antepassados do COE 
 photo DSC09779_zpsc06eafd0.jpg
Hoje o COE é a 1ª Cia do 4º BPChq e conta com cinco pelotões, sendo quatro pelotões operacionais com regime de trabalho de prontidão e um pelotão de apoio. A tropa é composta por policiais militares voluntários, selecionados dentro da corporação e que passam por um difícil curso para poder integrar a companhia

Abaixo vemos algumas imagens do quartel do COE no bairro do Tucuruvi, Zona Norte da capital, que encontra-se atualmente em obras de melhoria, manutenção e expansão.
 photo DSC00237_zps196b5530.jpg

 photo DSC00205_zps9934bced.jpg

Durante o curso os voluntários são responsáveis por carregar um sino em bronze maciço e que é diariamente posicionado em um local cerimonial. Em caso de desistência durante o curso o voluntário toca o sino indicando a sua "morte" para o COE. De todos os voluntários apenas uma pequena minoria chega ao fim do curso.

 photo XX006_zpsfc443a8b.jpg

 photo XX003_zps88e27bc6.jpg

 photo DSC00234_zps59a301ba.jpg

Inúmeros obstáculos estrategicamente posicionados na mata exigem do voluntário um grau avançado de aptidão física e mental para serem superados.

 photo DSC00221_zps1abc8975.jpg

 photo DSC00224_zps8206f82b.jpg

Aos que conseguem chegar ao final do curso, o orgulho de ostentar a insígnia de Operações Especiais ou pertencer a uma unidade de elite com missões diferenciadas das demais unidades da Polícia Militar.

 photo DSC00194_zps5c0913c6.jpg

A Missão do COE é orientar e proteger a vida humana, combater o crime e reestabelecer a ordem pública, proteger a natureza preservando a ecologia nas áreas de selva ou floresta, sempre superando as deficiências com denodo, criatividade, desprendimento, humildade e esforço no bem cumprir da sua missão, seguindo a premissa "Com o Sacrifício da Própria Vida", se necessário for.

Abaixo vemos uma sequência de imagens dos inúmeros equipamentos, uniformes e viaturas usados pelo COE nas missões desempenhadas diariamente por todo o Estado de São Paulo.
 photo DSC00080_zps408bbd33.jpg

O capacete balístico e a balaclava fazem parte de uma gama de coberturas usadas nas diferentes missões desempenhadas pelo COE.

 photo DSC00133_zpsf60cdd6d.jpg

O equipamento de trabalho básico dos pelotões do COE.

 photo DSC00093_zps388874c9.jpg

Fuzil .308 AGLC 7.62 Fabricado pela IMBEL, foi desenvolvido pelo Coronel Athos Gabriel Lacerda de Carvalho.

 photo DSC00096_zps2e05285d.jpg

Submetralhadora SMT Taurus calibre .40


 photo DSC00098_zps70e860b5.jpg

Capacete balístico com óculos de visão noturna.


 photo DSC00099_zps9426b3ab.jpg

FLIR - Dispositivo para visão térmica.
 photo DSC00100_zps7d0cce02.jpg

Granadas táticas de efeito moral, luz e som e gás lacrimogêneo.

 photo DSC00101_zpsad4ac29e.jpg

Espingarda CBC 12 Gauge, Fuzil M16A1 calibre 5.56mm.

 photo DSC00102_zps6395de2c.jpg

Fuzil ParaFAL Imbel calibre 7.62mm.

 photo DSC00103_zpsd48f7bdd.jpg

As viaturas especialmente adaptadas para as características de ação do COE com o padrão de camuflagem da Cia.

 photo DSC00124_zps1c08321f.jpg

 photo DSC00127_zps8cce0355.jpg

Os botes de assalto "SELVA" usados em operações anfíbias.

 photo DSC00182_zps67e7e15a.jpg

 photo DSC00187_zps27d5ee10.jpg

As principais atrubuições do COE na atualidade são:
  • Patrulhamento e repressão a grupos do crime organizado;
  • Conduta de Patrulha em Local de Risco e de difícil acesso;
  • Busca e captura de marginais homiziados em locais de difícil acesso;
  • Busca e resgate de pessoas perdidas em locais inóspitos;
  • Repressão a rebeliões graves em estabelecimentos prisionais;
  • Ações onde hajam reféns, seqüestros, raptos em áreas rurais;
  • Apoio a outras Unidades da Corporação ou Forças Armadas;
  • Busca e Resgate de pessoas em aeronaves acidentadas em locais de difícil acesso.
Devido a rusticidade das missões confiadas o que se exige do homem de “Comandos e Operações Especiais”  é que ao invés de ser um "Super Homem", ele seja um "Homem Múltiplo" que embora tenha afinidade e se especialize em determinada área - não seja necessariamente  um “expert” em uma coisa ou outra, e sim um homem com domínio de todas as áreas com versatilidade e a possibilidade de ser empregado em qualquer missão, a qualquer hora, em qualquer lugar e sob quaisquer circunstâncias.
 photo XX0010_zpsb7c92385.jpg

Nas imagens abaixo gentilmente cedidas pelo COE, podemos notar toda a versatilidade da tropa que opera na água, na selva, na montanha e no ar. A maior parcela das missões atuais do COE é dedicada no combate ao crime organizado e ao tráfico de drogas dentro das fronteiras do estado - sejam em localidades rurais ou em morros do litoral paulista.
 photo COEOpRibeirinha1_zps7e198b95.jpg

 photo XX001_zpsf86faa1f.jpg

 photo XX009_zps04681962.jpg

Dois soldados do COE descem de rapel de um dos águias do
Grupamento Aéreo.

 photo XX004_zpsa7d491f5.jpg

Operação de treinamento aerotransportado em conjunto com o
GATE, ultilizando-se do Eurocopter AS-532 Cougar da Aviação do Exército.

 photo XX007_zps7fd52b60.jpg

Por acreditar que para vencer a guerra contra o crime se requer mais que armamento, suprimentos e contingente, objetivando sempre em suas missões ganhar o apoio das populações locais (o que se tornou a marca dos "Boinas Verdes" americanos) o COE adotou a boina verde como um símbolo de sua atuação não-convencional, sendo que a cada missão "se prende um ladrão ou se faz um amigo".
 photo DSC00115_zps85b8f71f.jpg

O "Gorro de Selva", cobertura utilizada para missões em área de mata ou áreas rurais e as insígnias camufladas em tons de verde para uso no uniforme.
 photo DSC00158_zpsc5024a3a.jpg

 photo DSC00163_zpse36bacea.jpg

 photo DSC09709_zps50088d46.jpg

O símbolo do COE apresenta um crânio estilizado representando o raciocínio. A faca de combate significando segurança e justiça, símbolo máximo das tropas de Comandos. A representação da faca de combate cravada ao crânio simboliza a vitória da vida sobre a morte, aplicação da inteligência, raciocínio e justiça. Completam o desenho duas pistolas bucaneiras cruzadas, símbolo nacional das polícias militares. Todo o conjunto é suportado por um paraquedas aberto significando a coragem em atividades no ápice das alturas, além de fazer referência a sua própria origem cuja primeira tropa foi formada por policiais militares oriundos da Brigada de Infantaria Paraquedista do Exército Brasileiro.

 photo COE_BRD_zps1401d258.jpg

Fonte da Matéria:
http://tudoporsaopaulo1932.blogspot.com.br/2013/04/comandos-e-operacoes-especiais-coe.html


CANAL DO YOUTUBE