Google+ 27º BPM/I: 12/01/2009 - 01/01/2010

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

PISTOLA TASER

O 27º Batalhão de Policia Militar do Interior recebeu recentemente três pistolas TASER, armas não letais que serão utilizadas no policiamento, a fim de diminuir o uso da arma de fogo pelos Policiais. Essas armas serão distribuídas na região, ficando uma em Jaú, uma Barra Bonita e região e outra em Bariri e região.



          A pistola TASER, quando acionada, dispara dois fios que emitem as ondas “T”, que agem no sistema nervoso periférico do cérebro, fazendo com que a pessoa agressiva atingida perca seus movimentos momentaneamente, sem sofrer lesões nem efeitos colaterais.

Nesta data foram instruídos todos os policiais do 27º BPM/I que trabalham em nível de supervisão, no auditório da FIP – Barra Bonita, e no clube de tiro da mesma cidade.



          A partir desta data essas armas já estarão sendo utilizadas na nossa região.





 Comunicação Social

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

OPERAÇÃO CONJUNTA ENTRE POLÍCIA MILITAR E MINISTÉRIO PÚBLICO EM DOIS CÓRREGOS E BARRA BONITA

Na data de hoje, 17 de dezembro de 2009, a Polícia Militar do 27º BPM/I, juntamente com o Ministério Público, através do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) de Bauru, realizou uma operação na cidade de Barra Bonita e Dois Córregos, concluindo levantamentos realizados com quatro meses de investigações em torno de um grupo de criminosos que vinha dedicando-se intensamente ao tráfico de drogas na região, em especial na cidade de Barra Bonita.
Os trabalhos investigatórios iniciaram-se após denúncia anônima feita à Polícia Militar, através do telefone 190, que apontou quem seriam os responsáveis pelos atentados cometidos contra as Bases da PM.
 A operação resultou na identificação dos autores dos atentados cometidos contra as bases da PM de Barra Bonita, sendo Marcelo Adriano Vaz Vieira Pereira ( Marcelo Gordo), Everton Fernando Domingues (Cafu), Edi Kleber Tiago da Silva, Michele dos Santos e Pedro Luiz Oliva (Alemão).
Ao término da operação foram realizadas 10 (dez) prisões; apreendidos cerca de 8Kg de entorpecentes (aproximadamente 7 Kg de cocaína e 1 Kg de crak, que se vendido no varejo poderiam render mais de R$ 100.000,00); apreensão de 8 armas de fogo (1 pistola, 3 revólveres e 4 espingardas) e cerca de 400 cartuchos de munição de vários calibres; apreensão de 7 bastões de artefato explosivo e de cordel (pavil) disparador de explosivos, iguais aos utilizados nas explosões das bases da PM de Barra Bonita; na apreensão de dois carros, três motos, cerca de R$ 3.800,00 em dinheiro, mais de 23 celulares e três balanças de precisão;
Foram cumpridos 12 mandados de prisão expedidos contra os integrantes do grupo criminoso em foco. Além disso, foram cumpridas buscas domiciliares nos endereços dos acusados e onde mais se suspeitava existirem drogas pertencentes ao grupo criminoso investigado.
Hoje o grupo de Promotores seguiu para a região  juntamente com 80 policiais militares, 30 viaturas, 04 motociclistas e um helicóptero. Planejada criteriosamente e com meses de antecedência, a operação iniciou-se as 05:00 horas da manhã, sendo subdivididos em vários grupos de policiais para evitar-se a fuga dos meliantes. Por volta das 10:30 horas todos os mandados já haviam sido cumpridos e todas as buscas realizadas.

O Ministério Público divulgou nota de imprensa a respeito da operação enaltecendo a participação da Polícia Militar no cumprimento dos mandados de prisão e nas buscas que foram realizadas, destacando a dedicação e o profissionalismo das instituições que participaram.


artefatos explosivos apreendidos.

 armamento e munições aprendidos
 
         armamento e diversos materiais apreendidos

  Comunicação Social

CANAL DO YOUTUBE