Google+ 27º BPM/I: FORMATURA DO PROERD EM IGARAÇU DO TIETÊ

domingo, 16 de agosto de 2015

FORMATURA DO PROERD EM IGARAÇU DO TIETÊ


Matéria veiculada no Jornal mais, de Igaraçú do Tietê, de 04 de julho de 2015, pág 4


 
Por um futuro livre de drogas
     Proerd conclui mais uma turma em Igaraçu do Tietê, com expectativa de formar cidadão conscientes
Formandos do PROERD de Igaraçu do Tietê

     O auditório Jandira Ruiz Segura foi mais uma vez o local escolhido para sediar mais uma solenidade de conclusão do Proerd – Programa Educacional de Resistência às Drogas, que formou cerca de 250 alunos do 5º ano da escola João Tuschi.
     Casa cheia para conferir de perto o aprendizado desenvolvido ao longo de 10 semanas pelo instrutor, o cabo PM Enzo Henrique Gurizan, que há três anos se dedica a este trabalho voluntário, a atribuição menos estressante e mais prazerosa de sua rotina como policial.
     Ministrado em mais de 55 países, o Proerd foi introduzido no Brasil na década de 90 e obtido grande sucesso, por criar um vinculo entre a criança, policial e sociedade. “O resultado vai depender da estrutura e suporte que a família oferece. A gente é a ponte, que orienta e explica os malefícios que as drogas, bebidas e violência causam na vida de uma pessoa, mas a participação da família é fundamental neste processo”, alertou o policial.
     Um problema que acomete crianças e jovens cada vez mais precocemente, as drogas são a porta de entrada para o mundo do crime. “Quando a pessoa vicia e não tem dinheiro, passa a furtar e roubar para satisfazer seu vício. Há 15 anos como policial em Igaraçú, já vi muitos casos assim, porque infelizmente existem alguns indivíduos nocivos à sociedade, que se aproveitam da situação do menor, para inseri-lo no mundo das drogas; vendendo e usando. São pessoas que não tem amor à vida, nem ao próximo e só visam o lucro”, destacou Gurizan.
     A dica do policial é olhos atentos a todos os passos. “Tem que ser chato, pegar no pé mesmo. O que não pode é abandonar o filho, porque senão da noite para o dia uma pessoa chega e destrói a vida do filho e de toda a família. É preciso estar atento às companhias, pegar o caderno e acompanhar o que está aprendendo em sala de aula, porque tem crianças que vão para escola e não tem uma linha escrita, o que significa que tem algo errado. Um filho pode perder um pai já é difícil. Agora imagina um pai que dá amor, carinho e, de repente vê tudo ir por água abaixo por causa da má influência das drogas. Tem que saber a hora que sai e que chega, com quem está e, principalmente, comer juntos à mesa e não cada um num cômodo da casa, sem conversar. Eu queria que no futuro meus alunos não sejam ignorantes, mas sim cidadãos de bem, que vençam na vida e sejam felizes. E esta conquista só é possível longe das drogas, das bebidas e da violência. Tem que aprender a dizer não, porque o mundo está complicado e cheio de más influências”, completou.   
     Oficial de ligação do Proerd, responsável por coordenar os trabalhos em dez batalhões, a tenente Rosemary Ulian, elogia o comprometimento dos policias envolvidos com o Proerd. “Além da formação policial, eles precisam fazer cursos de capacitação e passar por avaliações para saber se estão aptos a lidar com as crianças. Além disso, trabalham na viaturas, atendem os chamados via 190 e ministram cursos nas horas de folga. É um trabalho de formiguinha que dá resultado. Eu digo que o instrutor Proerd, é um policial que tem que fazer um pouco mais que os outros”, destacou.
     A coordenadora do Proerd também ressaltou a importância da família na formação do caráter. “O policial fica dez semanas passando conhecimentos, mas é importante que a família dê continuidade, porque as crianças já sabem os limites e como conviver em sociedade. A função dos pais e responsáveis é lembrá-los de suas obrigações. Eu costumo dizer que nós adultos já destruímos boa parte do mundo, mas a criançada pode deixar o mundo melhor. Por isso temos que focar na educação e na sua criação, para que sejam cidadãos de bem”, concluiu Rosemary.
Matéria veiculada no Jornal mais, de Igaraçú do Tietê, de 04 de julho de 2015, pág 4

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CANAL DO YOUTUBE